Prosa de uma esteticista - com Nathalie Souza

Eletrolipólise: Informações que você não deve esquecer!

Nathalie Souza
Eletrolipólise: Informações que você não deve esquecer!

    Conhecida também como eletrolipoforese, a eletrolipólise é caracterizada pela aplicação de uma corrente de baixa frequência (ao redor de 25Hz) que atua diretamente nos adipócitos, produzindo a lipólise. Pode usar diversas correntes, como a corrente galvânica, TENS, corrente aussie.

    Pode-se trabalhar essa técnica de duas formas, com adesivo de silicone, considerado não invasivo e com agulhas de acupuntura colocadas de forma subcutânea, técnica considerada invasiva.

Frequência:

    A frequência de aplicação oscila entre 5Hz e 50Hz. A frequência de 25 a 30Hz recomendada, tanto aparelhos de corrente contínua quanto alternada.

Intensidade:

    Alguns autores relatam que a intensidade deve ser aumentada gradativamente até o limiar suportável do cliente. Outros falam sobre o pico máximo não doloroso e outros falam sobre a sensação de picadas que chegam ao limite desagradável.

E se houver acomodação a intensidade deve ser aumentada.

Tempo:

    A duração da sessão gira em torno de 50 a 60 minutos. Não é recomendado tempo abaixo de 40 minutos, estudo não mostrou alteração com 30 minutos de aplicação.

Sessões semanais:

    Sessões semanais, mínimo 6 sessões até 10 sessões. Observar resultado até 45 dias após o fim do tratamento. 1x na semana, com resultados melhores 2x na semana.

Atenção:

- Se houver dor ao introduzir a agulha significa que ela está mal posicionada, está em contato com a região inervada da pele ou atingiu nervos e vasos subcutâneos.

- Não deve ocorrer sangramento;

- Tem clientes que tem medo de agulhas, então é importante;

- Aliar com alimentação e atividade física.

 

Imagem retirada do google.
Estética Corporal

Deixe seu comentário