Prosa de uma esteticista - com Nathalie Souza

Limpeza De Pele

Nathalie Souza
Limpeza De Pele

A limpeza de pele é um procedimento estético que visa a remoção de secreções da pele por meio da extração, afinamento epidérmico através do peeling, controle da atividade das glândulas sebáceas com a ajuda de tônicos, máscaras e séruns que possuem ativos específicos para esse controle, proliferação de bactérias e inflamação com eletroterapia e ativos também específicos.

Costuma ser o procedimento estético mais frequente nas clínicas de estética, todo mundo chega querendo realizar a limpeza de pele. Mas é importante entendermos seus objetivos para que atuemos da melhor forma possível para a necessidade de cada pessoa.

Temos dois tipos de objetivos na limpeza de pele, o primário e o secundário:

Primário: Foco verdadeiro do procedimento que é atuar nos pilares da acne:

Remover sujidades e secreções que ficam retidas na pele:

                               Comedões (aberto e fechado), milium, pústula.

                Atuar na hiperqueratinização;

Afinamento epidérmico:

                Controlar proliferação de bactérias;

                Controlar inflamação;

                Regular a produção de sebo.

 

Secundário:

Auxilia em um aspecto mais jovial, saudável e claro:

                               Remoção dos corneócitos pigmentados;

                               Renovação celular;

                Saudável: eliminando toxinas, melhorando a nutrição, regulando o pH, controlando a proliferação de bactérias e inflamação.

Preparar pele para tratamentos e permeação de ativos, eletroterapia:

                Servindo como base para tratamentos para clareamento, rejuvenescimento, por exemplo.

                Por promover o afinamento epidérmico;

                Por remover as sujidades, oleosidade;

                Por regular o pH da pele.

 

- Importância da consulta antes da Limpeza de pele:

A consulta estética é fundamental para qualquer procedimento, inclusive a limpeza de pele e deve ser dividida em algumas etapas:

1- Anamnese:

É a pergunta roteirizada com objetivo de tentar solucionar o problema.

 

2- Avaliação:

Dividida em inspeção e palpação.

A inspeção é feita desde o momento que o cliente chega, quando ele entra você já vai avaliando tudo que puder avaliar.

Depois realiza-se a palpação, onde tocaremos no cliente, avaliaremos a textura da pele, oleosidade, hidratação, temperatura, lesões...

Não se esqueça de anotar tudo, caso tenham aparelhos de avaliação que te auxiliem nessa etapa, use!!!! 

 

Pontos que justificam a necessidade da consulta antes da limpeza de pele:

Alergias

É importante sabermos se o cliente tem alergia a algo para que possamos montar com mais segurança o nosso protocolo. Um exemplo clássico: Se o cliente tiver alergia ao AAS, não poderá ser usado nele o ácido salicílico, que é um dos ativos mais usados nesse procedimento.

 

Doenças

Epilepsia, pressão alta, baixa, desmaia com facilidade, coração, gestante...

Esses pontos são importantes para você já montar uma estratégia de ação caso algo aconteça. Então imagine você usando o alta frequência e o cliente desmaia, você vai achar que foi seu aparelho, vai ficar traumatizar, pode até não usar mais o aparelho. Mas não teve relação com ele e essa situação poderia ter sido controlada se você tivesse feito as perguntas corretas e entendido mais sobre seu cliente.

Além disso, algumas eletroterapias não poderão ser usadas a depender da doença e tratamento do cliente, então precisamos saber para avaliarmos o que pode ser usado e o que não pode ser usado.

 

Estado da pele

Para decidir o melhor procedimento.

Verifique se a pele está: desidratada, seca, oleosa, mista, tendência a hipercromia, tipo de acne, grau da acne..

A partir dessa verificação decidiremos os ativos, a eletroterapia, recursos manuais, frequência de tratamento.

 

Hábitos de vida

Onde trabalha (ver se fica muito exposto a radiação - sol), qual rotina de cuidados com a pele (pode ser o motivo da pele estar como está). Essa etapa é super importante principalmente para a indicação do home care.

 

Perguntas importantes para incluir na ficha de avaliação:

Alergia ao AAS?

Quantas vezes higieniza rosto por dia?

Produtos que usam diariamente?

Usa anabolizante, suplementos? Como: Vitamina B12, Tribulus Terrestris, Albumina...

Estado emocional

Alteração hormonal? Ovário policístico?

 

Esses são os pontos principais que devemos ponderar para montar uma estratégia de tratamento eficaz e segura.

A consulta dura em torno de 40 minutos a 1hora.  Observe tudo, anote tudo, explique tudo ao cliente. 


 

- Eletroterapias que podem ser associadas a Limpeza de pele (LP):

São muitos os recursos que podem ser associados na LP, tudo vai depender do objetivo proposto no tratamento para que possamos selecionar as opções. Seguindo a ordem do procedimento, segue algumas opções:

 

1- Esfoliação: Objetivo de remover células mortas, promover um afinamento epidérmico, os aparelhos que nos proporcionam isso são:

Peeling de diamante;

Peeling de cristal;

Peeling ultrassônico.

 

 

Os peelings de forma geral e os citados acima, devem ser utilizados na limpeza de pele no momento da esfoliação. Porém em toda esfoliação que fizermos nós controlaremos a agressão promovida para não gerar lesão e ter riscos de complicações. A LP é um procedimento que agride a pele, por isso precisamos ir controlando esses níveis de agressão.

 

2- Emoliência: Outra etapa importante é a emoliência, nessa etapa utilizamos os emolientes para nos auxiliar na extração, porém ao utilizarmos uma fonte de calor potencializamos essa etapa. Porque o calor faz uma vasodilatação, essa vasodilatação além de fazer com que o ativo emoliente permeie melhor, ele vasodilata (amplia seu calibre) os óstios favorecendo a remoção da secreção sebácea na extração.

Temos dois tipos de calor, o calor seco e o calor úmido. Opções de aparelhos que podem ser usados:

Máscara térmica

É o calor seco. Utilizamos uma máscara que esquenta, é importante estarmos junto do nosso cliente, pois tem risco de aquecer demais e queimar a pele do cliente, algumas não tem termostato e vai aquecendo sem parar, então cuidado redobrado nesses casos.

 

Vapor de ozônio

É o calor úmido! O bacana dele é que além do calor para vasodilatação ele também tem efeito bactericida, por conta do ozônio.

Teste os dois e veja qual você gosta, se adapta mais e qual mais aceito pelos clientes, porém ambos realizam o mesmo benefício.

 

3- Extração: Os recursos que promovem uma sucção são bem vindos para auxiliar na remoção do sebo. 

Vacuoterapia

Utilizamos o aparelho de vacuoterapia para auxiliar na remoção dos comedões. Podendo ser feita com a ventosa ou com a caneta acoplada ao aparelho.

 

4- Controlar inflamação, proliferação de bactérias:

Alta frequência

Tem efeito bactericida, fungicida, melhora a nutrição tecidual.

 

LED

É uma excelente alternativa ao alta frequência com efeito bactericida, mas além disso você pode utilizá-lo para outras finalidades na sua limpeza de pele. Se seu cliente estiver precisando de um rejuvenescimento, tratar uma hipercromia, esse recurso irá te auxiliar com isso também. E isso já é um diferencial que você está proporcionando para seu cliente no procedimento. 

Para usar o LED associado a um produto os ativos tem que ser bioativados e não pode ser fotossensíveis, portanto verifique com as empresas, na dúvida, faz a aplicação do LED sem nenhum produto na pele.

 

- Potencializando a emoliência e facilitando a extração:

Peelings:

Por promover um afinamento epidérmico se tornará mais fácil realizar a remoção do sebo. Nessa etapa podemos usar os peelings: mecânicos, físicos, químicos, enzimáticos. São várias as opções que temos no mercado. O que precisamos ter cuidado é com relação a abrasão (a agressão) promovida. 

 

Hidratação:

Identificando que a pele está sem hidratação e não seja possível um preparo dessa pele, realizando sessões antes de hidratação por exemplo, antes de usar o emoliente tente devolver a hidratação dessa pele, pode usar sérum com ácido hialurônico, colágeno, creme de massagem hidratante, mascara hidratante, acrescente essa etapa na sua limpeza de pele.

Uma das teorias mais aceitas para justificar a importância da hidratação na melhora da extração é que a pele hidratada faz com que as células fiquem mais afastadas uma da outra, menos compactas, proporcionando facilidade na remoção do sebo.

 

Emoliência:

Utilizar fonte de calor, úmido ou seco, favorecerá a emoliência e extração. Outra opção bem bacana é a utilização de dois emolientes, um emoliente em creme e um emoliente líquido.  Respeitar o tempo de ação indicado no seu produto é fundamental.

 

Alguns fatores que prejudicam a extração: 

Pele desidratada;

Hiperqueratinização;

Tempo que o cliente não é submetido ao procedimento;

Técnica do profissional;

Preparo da pele;

Não utilização de acessórios necessários e ideal para auxiliar na extração.

 

- Técnicas de extração:

A extração é a etapa mais esperada da limpeza de pele, nela realizamos a extração da acne não inflamatória, comedão aberto e fechado, milium e caso deseje pode ser realizada a drenagem da pústula.

Para nos auxiliar nesse processo alguns acessórios são utilizados, segue algumas opções:

 

Manual

A forma mais comum de extração é a manual, a qual é feita com a ponta dos dedos. É recomendado que as unhas estejam cortadas e envoltas em gaze ou algodão. A força é exercida em 2 pontos até que o comedão seja removido.

 

Extrator/ Cureta

Muito conhecido pelos profissionais, os extratores metálicos, chamados de cureta. São utilizados nos comedões abertos, onde coloca-se a superfície metálica em contato com a pele e o profissional exerce uma pressão até saída do comedão.

Fica o alerta para não pressionar muito forte, a fim de evitar uma lesão e posterior hipercromia.

 

Vacuoterapia/ Dermotonia

A extração mecânica se dá com auxílio de equipamento de sucção, a dermotonia, através de uma caneta ou ventosa.

A pressão utilizada no aparelho pode ser de 300mmHg a 600mmHg. Miola et al (2009), relata que a vantagem da sucção é que a dor é mais amena.

A extração pode ser feita de forma pontual ou rítmica, com a ventosa bico de passarinho. Para a realização mantenha o orifício do eletrodo tampado por alguns segundos, em seguida libere o orifício e afaste a ventosa da superfície cutânea.

Costuma ter muita eficiência em locais difíceis como o canto do nariz e orelha.

Para evitar lesionar a pele, recomenda-se realizar a sucção até 3x no mesmo local. Caso a pele na primeira ou segunda passada apresente eritema, não realize mais a extração naquele local, podendo retornar quando a pele retornar para seu estado normal.

 

Agulha insulina

Com o auxílio de uma agulha para realizar a incisão e retirar comedões fechados e milium.

 

Caneta extratora sem vácuo

No mercado temos uma caneta com ponteira descartável que remove comedões com a pressão que o profissional realiza, necessita para isso centralizar o comedão na ponteira e fazer uma leve pressão.

 

Pinça

Existem vários tipos de pinça no mercado, a mais comum é a com formato em “L”, onde o profissional irá posicionar o instrumento entre o cravo e pressionar contra a pele para que o comedão saia. Indicado para comedão aberto.

Mas cuidado a probabilidade de ferir a pele é muito alta, então cuidado com essa prática.

 

Máscara extratora

Uma máscara é colocada na pele do cliente, aguarda secar e remove a máscara como se fosse a remoção de uma máscara plástica. Com isso teremos a remoção da camada córnea e com ela alguns comedões, retira os comedões mais superficiais.

 

Realize o teste de todas as opções para que identifique a que melhor se adapta.

 

 

- Indicação:

Os passos da limpeza de pele são direcionados para tratamento da acne, seja a acne não inflamatória (comedão aberto, fechado) ou acne inflamatória, porém a terapêutica nesses casos são diferenciadas.

Por isso, a limpeza de pele é indicada para clientes que possuem pele mista, oleosa e acneica.

 

- Limpeza de Pele: Profunda X Superficial:

Necessariamente a limpeza de pele contará com a extração, esse é o foco principal desse procedimento. Então se não houver extração não é limpeza de pele. Não tendo a extração, o procedimento se torna no mínimo uma higienização.

Em qualquer procedimento estético as etapas necessárias serão: higienização, esfoliação, tonificação e máscara. Para em seguida darmos o direcionamento do tratamento, não podemos pegar essa estrutura padrão e usá-la com o apelo de ser uma limpeza de pele superficial.

Então após avaliar e decidir qual será o tratamento informe o nome correto ao cliente e as opções que temos são inúmeras e deixa ainda mais chique seu procedimento. Podemos realizar os seguintes tratamentos: hidratação facial, nutrição facial, detox, revitalização...

Só evitem usar o termo limpeza de pele superficial, pois isso acaba desqualificando o procedimento. 

 

 - Tempo de duração da limpeza de pele:

O tempo vai depender do protocolo realizado, uns terão maior duração de tempo e outros menos. Porém é importantíssimo que as etapas e tempo de ação dos produtos e eletroterapias sejam respeitados para que os efeitos sejam promovidos adequadamente.

 

Pegando um protocolo básico como exemplo, segue um referêncial de tempo do procedimento:

Higienização e tonificação são procedimentos mais rápidos, durando em torno de uns 3 a 5 minutos.

Esfoliação pode variar de 5 a 7 minutos, caso escolha a esfoliação química, enzimática ou mecânica. Se for uma esfoliação física esse tempo é diminuido para uns 2 a 3 minutos. 

Emoliência dura em torno de 15 a 20 minutos, depende do produto que utilizará, verifique a indicação dele. E se for utilizado uma fonte de calor, esse tempo pode ser reduzido para 7 a 10 minutos.

Extração deve durar no máximo 40 minutos, mas pode variar para menos. Não fiquem mais que 40 para não lesionar demais a pele do cliente.

Alta frequência de 3 a 5 minutos.

Máscara de 15 a 20 minutos.

Protetor é rapidinho.

Só com esse passo básico ficaremos uma média de 60 minutos a 1:40h.

 

Realizar uma limpeza de pele com tempo de 30, 35, 45 minutos é de se avaliar, provavelmente alguma etapa está sendo negligenciada.

 

- Limpeza de pele sem dor!

A parte da limpeza de pele que promove a dor é a extração, essa etapa consiste na remoção dos comedões, onde para isso é preciso exercer uma pressão na pele para expulsão do conteúdo. E por conta dessa pressão exercida pode haver promoção da dor.

Muitos clientes ficam traumatizados com a limpeza de pele por conta da extração, muitas pessoas evitam fazer e isso de certa forma prejudica nossos atendimentos, pois ao invés de termos clientes mensalmente teremos de 3 em 3 meses, 6 em 6 meses, 1x no ano ou que só foi uma vez e não retornou mais. Por conta disso a experiência desse procedimento tem que ser a melhor possível.

Trate seus clientes como rainhas ou reis, pergunte está sentindo dor, se está incomodando, se está confortável naquela situação. Por que fazer isso?

Ao perguntar a cliente, conseguimos mensurar o limiar de dor.

Pois tem clientes são mais resistentes, não sentem dor. Outros são mais sensiveis... Logo corizam, lacrimejam. Além disso tem clientes que tem problema no nariz, desvio de septo, por exemplo, e sentem dor no mais leve toque. Por isso, é importante estarmos o tempo todo conversando com o cliente e pergunte sobre esses detalhes na anamnese também.

O primeiro passo para uma limpeza de pele sem dor é entender o cliente, o seu sensorial de dor, as sensibilidades, para dosarmos a pressão executada e os acessórios utilizadas.

Alguns locais do rosto são mais sensíveis por natureza, que é a região do nariz, todo mundo, seja o mais insensível possível, nessa região irá sentir um pouco mais que as demais, portanto nesse local é preciso ir diminuindo a pressão exercida.

 

Pontos a serem observados para uma extração menos dolorosa:

Limiar de dor de cada cliente;

Desordens fisiológica que provoquem dor ao toque;

Sensibilidade na região (lacrimejam, coriza, espirro...);

Região de execução (nariz dói mais);

Agressão promovida na pele;

Fisionomia do cliente (às vezes ele não fala por vergonha, mas o semblante dele é de dor);

Utilização de dermocosméticos com ativos anestésicos

A limpeza de pele é ainda o 'carro chefe' da estética, para fidelizar clientes faça dessa experiência a melhor possível!!! Evite o máximo que eles sintam dor. Não se empolguem, não queiram retirar todos os comedões de vez, é importante respeitar a pele do cada cliente e assim teremos o cliente voltando com mais frequência.

 

- Escolhendo a máscara ideal para sua Limpeza de Pele:

Com base no seu diagnóstico, após a consulta, você irá definir o seu procedimento, e a máscara utilizada durante o procedimento é uma das decisões que você terá que tomar. 

 

Pergunte-se:

O que essa pele está precisando??

Está muito oleosa? Ideal usar uma máscara secativa.

Está desidratada? Ideal usar máscara hidratante.

Acabou de realizar o procedimento e a pele ficou muito hiperemica, muito edemaciada? Muda o foco e usa a máscara calmante!

A cliente é idosa, está precisando de rejuvenescimento? Ideal uma máscara com efeito lifting, ativos preenchedores, nutritivo, hidratante....

 

Sim, isso é uma arte!!! E é maravilhoso brincar com isso!

Não fique presa (preso) a protocolos prontos! Entender a necessidade da pele e utilizar recursos para suprir essa necessidade fará você ter resultados mais eficazes!

Vale lembrar que você pode usar mais que 1 máscara no seu procedimento e não é só ao final, podemos ao longo da sessão ir incluindo as máscaras.

 

Algumas opções de máscaras:

Calmante

Com ativos que antiinflamatórios, calmantes auxiliam a pele ao seu retorno, após a limpeza de pele o rosto fica edemaciado, hiperemico e os ativos dessa máscara auxiliará nesse processo.

 

Hidratante

Favorecem a hidratação da pele e auxiliam na emoliência.

 

Nutritiva

Com ativos que vão favorecer a nutrição da pele.

 

Despigmentante

Com ativos despigmentantes atuam no processo de melanogênese.

 

Rejuvenescedora

Com ativos hidratantes, nutritivos, preenchedores, lifting auxiliam no processo de rejuvenescimento.

 

Argila

Vai depender da cor utilizada, tendo efeitos hidratantes, clareadores, adstringentes, detox...

 

Tensoras

Promove uma tensão superficial, efeito lifting.

 

Secativa

Com ativos que irão equilibrar a produção de sebo.

 

Use e abuse das máscaras em seu procedimento.

 

- Casos especiais: Pode fazer Limpeza de Pele ou não?

Estamos sugeitos a nos depararmos com diversos tipos de doenças, então ter a consciência e não ter vergonha de que não somos obrigados a conhecer todas as doenças que existem no mundo, é importante. Se o cliente chegar para você e na avaliação detectou que ele tem tal doença, caso não conheça não realize nada nesse cliente, solicite liberação médica, em paralelo a isso procure estudar o que é aquela doença, o que ela promove no corpo e depois você avalia se quer atender a cliente e o que vai fazer e usar nela.

 

Conduta que poderá adotar a depender da doença:

Realizar o procedimento modificando algumas condutas ou não;

Informar que a cliente não pode realizar tal procedimento, sugestionar algo que ela possa ou não;

Informar as condições para que realize o procedimento, ex: diabetes controlada, pressão controlada;

Ou encaminhar para outro profissional.

 

Casos especiais e mais comuns:

Isotretinoína/ Roacutan

É um retinóides derivado da vitamina A, seu principal mecanismo de ação ocorre nas glândulas sebáceas, reduzindo seu tamanho, atividade e quantidade de sebo em até 75%.

Tem vários efeitos colaterais, abaixo os ligados a estética:

                Fragilidade cutânea, prurido, ressecamento, aumento de triglicérides, alopecia reversível, reações alérgicas, hipersensibilidade sistêmica, exantema (erupção avermelhada), piora da acne, dermatite facial, distrofia ungueal, hirsutismo, granuloma piogênico (proliferação vascular), paroníquia (dor latejante, vermelhidão, calor e inchaço da pele ao redor da unha), sudorese, hiperpigmentação, Fotossensibilidade, aumento na formação de tecido de granulação ( compromete o processo de cicatrização).

Dito tudo isso, cuidado com o que irá fazer nesses clientes, a pele está muito sensível e com pouquíssima hidratação. O mais indicado são sessões de hidratação nesses clientes, não tem motivo para realizar uma limpeza de pele nesses clientes, a pele já está muito fragilizada.

Mas claro que é importante avaliar cada caso, identificar a dose do medicamento, observar a pele como está, para ter ideia da agressão promovida, por isso não podemos generalizar, a avaliação é fundamental.

Antes da utilização do medicamento, pode-se realizar uma preparação dessa pele, realizando a limpeza de pele, sem problema nenhum, porém muitos pacientes já chegam após o uso do medicamente ou quando já está em uso. Para clientes que já finalizaram o procedimento, avalie a pele, de forma geral é importante aguardar 6 meses para realizar a limpeza de pele.

 

Dermatite

É uma doença inflamatória da pele que gera vermelhidão, coceira e bolhas, não é transmitida por contato direto.

São vários os tipos de dermatite, por isso é preciso identificar sua causa e tipo para realização do tratamento. Nesse caso quem deve tratar são os dermatologistas. Por isso, encaminhe seu cliente para o médico.

Caso seja a dermatite atópica hidratação é um excelente aliado e o foco dos nossos tratamentos.

Caso a cliente tenha dermatite de fator emocional, mas no período que for realizar o procedimento não esteja ativa, pode realizar a limpeza de pele normalmente, mas dê preferência para ativos calmantes, hidratantes e para peles sensíveis.

 

Diabetes

A pele do diabético é uma das áreas mais afetadas pela dificuldade de circulação sanguínea, por conta disso a nutrição é comprometida e a hidratação, sendo a desidratação a característica mais forte da pele desses clientes.

É importante que o seu cliente esteja utilizando remédios para manter o controle do diabetes.

Evite lesionar a pele, pois a cicatrização é muito ruim nesses pacientes. E atenção a sensibilidade, são clientes que apresentam sensibilidade diminuída isso pode fazer com que percamos o parâmetro de quando parar ou diminuir a pressão na extração e por isso mais fácil de provocar lesões.

Realizem procedimentos hidratantes, usar ativos antioxidantes e antiglicantes. E a limpeza de pele é permitida.

 

Oncológicos

Primeiro é importante avaliar se o cliente está passando pela quimioterapia e radioterapia, nessa etapa a pele fica muito fragilizada, sensível e ressecada. Por isso evite fazer qualquer coisa. Inclusive não é qualquer hidratante, protetor solar que deve ser utilizado nesse período.

A indústria cosmética já está desenvolvendo dermocosméticos específicos para esses pacientes especiais. Procure esses cosméticos, principalmente certifique de não ter nesses cosméticos substâncias xenobióticas. Substâncias consideradas seguras são as com bases biocompativeis.

Se o paciente de câncer estiver tratado, curado, pode ser submetido a qualquer tipo de tratamento, por isso solicite liberação e parecer do médico para que dê continuidade ao tratamento estético.  

E existe também o tratamento paliativo, realizado para melhorar a qualidade da sobrevida do paciente, nesses casos podemos realizar limpezas de pele, hidratação, maquiagens, massagem rejuvenescedora, qualquer coisa que devolva o brilho e sorriso nos olhos desses pacientes.

 

Lúpus

É uma doença inflamatória autoimune, de caráter crônico, onde o sistema imunológico reage contra as células da própria pessoa, causando danos aos órgãos.

Na pele os sintomas são de sensibilidade ao sol, manchas avermelhadas, podem descamar, deixar cicatrizes, causa queda de cabelo.

Os pacientes com lúpus podem ser submetidos a limpeza de pele, porém é preciso de liberação do médico reumatologista, pois a doença tem que estar sob controle, em remissão, clínico e laboratorial.

 

Vitiligo

Doença caracterizada pela perda de pigmentação da pele.

As pessoas que tem o vitiligo, ocorre um fenômeno chamado Fenômeno de Koebner, ou seja, quando há algum machucado, atrito, trauma na pele, isso pode estimular o processo inflamatório e pode estimular o aparecimento de novas manchas de vitiligo.

Por isso é importante avaliar se a doença está em atividade, caracteriza-se em atividade quando há o aparecimento de manchas novas nos últimos anos. Nesse estagio deve ser evitado qualquer procedimento que atrite ou gere abrasão na pele.

Opte por realizar sessões de hidratação nessa pele, por exemplo, fototerapia.

E caso o seu cliente não esteja com a doença em atividade pode realizar a limpeza de pele.

 

Rosácea

É uma patologia cutânea de predominância facial, decorrente de reações inflamatórias. O tratamento estético consiste em acalmar a pele, diminuir a vermelhidão, eritema.

Importante frisar que o profissional da área da estética atua na rosácea eritemato telangiectásica, subtipo 1.

Portanto, se a rosácea estiver ativa, não realize a limpeza de pele.

 

 

- Mecanismo de ação dos ativos: 

Os ativos usados na limpeza de pele são direcionados para tratar a acne, por esse motivo precisamos avaliar as características da pele para decidirmos qual ação queremos promover. Podemos dividir em uma pele com acne comedogênica, sem inflamação e pele com acne inflamada.

Segue raciocínio abaixo:

 

Sem inflamação

Nesses casos notaremos um aumento da produção de sebo, hiperqueratinização, óstios dilatados. Então o tratamento consiste em diminuir/ inibir a produção de sebo e promover um afinando epidérmico. 

Produtos utilizados:  Adstringentes, matificantes, inibidores enzimáticos, queratolíticos.

 

Com inflamação

Na acne inflamatória ocorrerá processo de inflamatorio, proliferação de bactérias, além da hiperqueratinização e aumento da produção de sebo. Nesse tratamento precisamos agir nas bactérias, na inflamação e no processo de cicatrização.

Produtos utilizados: Antissépticos, anti-inflamatórios e cicatrizantes. 

Além dos citados na acne inflamatória.

 

- Contraindicações:

Absoluta:

Pele bronzeada: Após a exposição prolongada ao sol, a melanina (substância responsável pelo escurecimento da pele) está em plena atividade. Portanto, o contato com alguma substância mais agressiva pode provocar o aparecimento de manchas que vão ficar ainda mais evidentes quando o bronzeado sumir.

Acne grau 3 a 5

Infecção grave na área tratada

Alergia aos produtos

Lesões desconhecidas e não diagnosticada

Herpes ativa

 

Relativa:

Gestante/ lactantes

Uso de Roacutan inferior a 6 meses

Hipersensibilidade

 

- Dicas para realizar uma excelente Limpeza De Pele:

1. Não ultrapasse de 2h na sessão;


2. Evitar que o paciente sinta dor;

3. Evitar manipular muito um local para não provocar hipercromia;

4. Na extração só remova comedão. A pústula é opcional, podendo colocar um ativo secativo nesses locais. E se estiver confiante poderá retirar também o milium e o comedão fechado;

5. Não utilizem esfoliante físico e mecânico em acne inflamadas, dê preferência para o peeling químico ou enzimático;

6. Na emoliência ao invés de optar por um tipo de veículo emoliente, utilize os dois associados. Inicie passando o emoliente em creme na face e por cima coloque o emoliente liquido, embebido em uma gaze;

7. Para realizar a extração só retire a gaze do local que fará a extração e borrife emoliente líquido nos demais locais, para manter a ação do emoliente;

8. Na extração não ultrapasse de 40 minutos, evitando assim agredir muito a pele;

9. Se utilizar alta frequência, primeiro retire o que tiver na pele com gaze e água, seque e só com a pele seca utilize o aparelho;

10. Na extração do milium e comedão fechado utilize agulha descartável;

11. Cuidado ao utilizar a cureta e pinça, tem mais risco de provocar uma lesão na pele e uma hipercromia pós inflamatória.

 

Nathalie Souza

-> Para mim é super importante saber o que achou do conteúdo, por isso peço para dizer abaixo o que achou, se o conteúdo foi útil e em caso de dúvidas, coloca aí nos comentários, terei o maior prazer em te ajudar!

 

Assine o Mundo Nath Souza - Programa de aperfeiçoamento em estética: https://www.prosacomnathsouza.com.br/mundonathsouza  

Outros produtos e assinaturas mensais:
• Acervo de Protocolos estéticos: http://bit.ly/AINSprotocoloCombo   
• Acervo de Formulações cosméticas: http://bit.ly/AINSformulacaocombo  

 

- Materiais Gratuitos:

• E-book- Técnicas de Extração Na Limpeza De Pele: http://bit.ly/ebookLPnathsouza    

• Apostila- Acne: https://bit.ly/ApostilaAcne  

• Curso (Com certificado): https://bit.ly/CursoAcneGratuito  

Estética Estudo

Deixe seu comentário