Prosa de uma esteticista - com Nathalie Souza

Ultrassom: Informações essenciais

Nathalie Souza
Ultrassom: Informações essenciais

    De modo geral ultrassom é um recurso eletroterápicos que consiste em vibrações mecânicas que são o mesmo que ondas sonoras.

    Muitas vezes não nos atentamos a algumas informações e com isso não entendemos e nem aplicamos da maneira correta nossa eletroterapia. Para que você entenda mais sobre sua eletroterapia, abaixo citarei alguns pontos importantes que não podemos deixar passar.

 

1-      Frequência

A frequência do US é inversamente proporcional, ou seja, quanto maior a frequência do US menor a profundidade no tecido. E maior absorção nos tecidos superficiais.

Ex.: US de 1MHz – Usado para lesão, reabilitação, atinge estruturas mais profundas, como: musculo, osso, tendão. O de 3MHz atinge estruturas mais superficiais, especialmente a derme.

 

2-      Cavitação

Todos os ultrassons promovem cavitação, porém uns provocam cavitação estável e os outra cavitação instável.

- O que é cavitação?

Cavitação é a formação de bolhas de gás em um meio líquido.

Estável: Ocorre a formação de bolhas sem a implosão, já que elas se movem de forma suave e não causa danos nos tecidos vizinhos.

Instável: Ocorre a formação de bolhas e a sua implosão, por se movimentarem de forma rápida.

Se o US de 3MHz fizer uma cavitação instável, ocorrerá danos aos tecidos vizinhos.

Se a técnica for realizado com elevada intensidade, excesso de tempo de aplicação na mesma região, não movimentação do cabeçote, esse efeito pode acabar ocorrendo. Inclusive alguns profissionais fazem isso até de forma consciente, com a finalidade de gerar uma cavitação instável mesmo, porém essa prática gera risco ao cliente.

Já o US focalizado (HIFU), esse efeito de promover uma cavitação instável é o desejado e não promove danos aos tecidos vizinhos. Um dos motivos é por ele ser focado, devido ao seu transdutor côncavo. 

 

3-      Propagação

É a capacidade que a ondas sonoras tem em se propagar no tecido.

Quanto maior a agregação molecular, maior será a velocidade de propagação.

Isso se explica pelo fato de que o tempo que uma molécula levará para se chocar com as outras quando elas estão próximas é menor do que se elas estivessem distantes.

As ondas sonoras não se propagam no vácuo, elas precisam de um meio para se propagar. Por isso é importante termos um meio de acoplamento, que é o gel.

Quando colocamos o gel evitamos a presença de ar e se houver ar as ondas iriam refletir ao invés de serem absorvidas pelo nosso tecido e se propagar.

- Porque usar o gel hidrossolúvel e não creme com o US?

Quanto mais próximo for a impedância acústica entre dois meios, menor será o índice de reflexão e melhor absorção e propagação das ondas ultrassônicas. Então como a impedância acústica do gel é similar a nossa pele, ele se torna o ideal para ser utilizado como meio de acoplamento, quando comparado com o creme.

 

4-      Absorção

Absorção é a capacidade que o meio possui em reter a energia quando exposto as ondas sonoras.

Quanto mais proteínas tiver o tecido, mais ele absorve as ondas ultrassônicas.

A pele é rica em proteínas: colágeno, elastina, reticulina... e por isso ela absorve muito bem as ondas ultrassônicas.

Já o tecido adiposo absorve poucas ondas ultrassônicas, por não ter muita quantidade de proteína para absorver essas ondas. Sendo o motivo do ultrassom de 3MHz não ser eficiente na adiposidade e não produzir lipólise.

 

Imagem retirada do google.
Estética Corporal

Deixe seu comentário